Empreender na crise: dicas para ter sucesso

Empreender na crise, será que é possível? Não só é possível, como também é uma grande oportunidade que infelizmente nem todos conseguem ver. 

 

Crises exigem novas ações, ficar parado, se lamentando e esperando o tempo passar, infelizmente não ajudam, muito pelo contrário. Se você tem o sonho de empreender, veja abaixo algumas dicas para começar imediatamente. 

 

Estude o mercado e as opções

 

Empreender na crise pode sim ser uma grande oportunidade, desde que você analise bem e saiba o que vai fazer. Qualquer empreendimento exige estudo, dedicação pesquisa, mas se tratando de momentos de crise, tudo isso deve ser feito com ainda mais cuidado e atenção.

 

É preciso investir em opções que tenham menor risco possível, afinal empreender na crise, é contar também com a instabilidade anormal do mercado. Pare, e pense: o que está tendo maior demanda no momento? Ou, que área continua fazendo negócios mesmo em meio as dificuldades? Terá aceitação meu empreendimento?

 

Tenha um planejamento sólido

 

Em momentos de incerteza, planejar é ainda mais importante. Então, se vai empreender na crise, faça um planejamento sólido e preciso, sobre despesas, custos, operalização, tempo, metas e objetivos. 

 

Sem planejamento e visão do futuro, seu negócio não irá sobreviver.  Mesmo com os problemas que possam surgir em meio à crise, foque em seguir seu planejamento e só faça mudanças nele que sejam para otimizar suas ideias e ou aumentar seu lucros. 

 

Considere as franquias para empreender na crise

 

Como já mencionado, é importante estudar bem o mercado para que ao empreender na crise, você esteja investimento em um negócio mais seguro possível. Por isso, podemos afirmar, que as franquias são uma ótima opção.

 

Investir em  uma franquia é mais vantajoso que abrir o negócio próprio, pelo fato de garantir lucros e apresentar algo pronto para o mercado, sem a necessidade de validações ou testes. Mesmo que existam taxas e royalties, um franqueado tem o retorno sobre investimento bem mais rápido do que se ele precisasse criar tudo do zero.

 

De acordo com levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor registra faturamento anual de aproximadamente R$ 160 bilhões, reunindo mais de 140 mil unidades e cerca de 2.800 marcas de franquias. 

 

Além disso, a franquia também apresenta menor taxa de mortalidade se comparada a negócios iniciados do zero, e maior facilidade de início das operações. 

 

Análise a área de alimentação

 

Empreender na crise, e “mirar” onde o consumidor continua consumindo. E uma das áreas é a de alimentação. E a área de comida pronta vem se sendo a preferida e mais requisitada por grande parte dos brasileiros, pela praticidade, conveniência e também conforto. De acordo com o Sindicato de Bares e Restaurantes, SINDRIO,  a expectativa é que o food service tenha um faturamento de R$ 230 bilhões em 2020.

 

Para se ter ideia da grandeza do setor, em termos de franquia, a de alimentação é o segmento de maior peso do setor de franquias no Brasil. Em termos absolutos, é o segmento de maior faturamento, estimado em 45,8 bilhões de reais em 2018.

 

Empreender na crise na área de alimentação é uma alternativa que dificilmente dará errado. Prova disso, é que 30% da renda da população brasileira é gasta em alimentação fora de casa. 

 

Gosta da área alimentar, de culinária e de produtos de qualidade? Talvez se interesse em saber mais sobre a nossa Franquia, acesse o site

 

Gostou do artigo? Siga o Instagram , Facebook e Youtube do Bolos do Cerrado e acompanhe outras dicas e novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *